Cana Crioula
Minha Conta Suas Compras Realizar Pedido
Home » Loja » Drinks
Busca Rápida
 
Busca Avançada
Categorias
 Cachaça (4)
 Kits Presente (1)
O Produto

 A História
 A Cor
 O Diferencial
 Um Drink Especial

Suas Compras mais
0 itens
Mais Vendidos
01.Cachaça Cana Crioula 700 ml
02.Cachaça Cana Crioula - Box 700ml
03.6x Cachaça Cana Crioula 700 ml
04.12x Cachaça Cana Crioula 700 ml
05.24x Cachaça Cana Crioula 700 ml
Pague com

Boleto Bancário
:: Pague com boleto em qualquer agencia bancaria ::
Transferência
:: Transferencia bancaria - Banco do Brasil :::: Transferencia bancaria - Banco HSBC :::: Transferencia bancaria - Banco Bradesco ::
:: Transferencia bancaria - Banco Nossa Caixa ::
Cartão de Crédito
Cartão VisaCartão MasterCard
Cartão Diners
 

Comentário mais
Cachaça Cana Crioula 700 ml
Fantastica, inédita, vale a pena conferir, um produto que qu ..
5 de 5 Estrelas!
Informações
Fretes e Devoluções
Notas de Privacidade
Condições de Uso
Fale Conosco!
Nossa Empresa

Revendedores
Compre Aqui!
Seja revendedor



A História da Cana Crioula

O ciclo da cana-de-açúcar, na história econômica do Brasil, está marcado por São Vicente, onde foi instalado um engenho pioneiro em 1532. Por iniciativa de Martim Afonso de Souza, donatário da capitania de São Vicente, vieram da Ilha da Madeira as primeiras mudas da cana crioula, que encontraram no litoral o clima e o solo adequados à rápida produção.

Foi em Pernambuco, porém, que ela floresceu, encontrando condições ideais para seu desenvolvimento nas terras úmidas em massapê, que durante três séculos, foi a variedade dominante cultivada em Pernambuco.

No início do século XIX, a cana crioula foi substituída pela cana caiana, quando os portugueses trouxeram essa variedade da Guiana Francesa e a introduziram aqui. Só depois foram sendo introduzidas variedades híbridas, oriundas das Antilhas, da Índia e da Indonésia

No entanto, a cana crioula extinguiu-se devido à alta suscetibilidade ao vírus-do-mosaico.

Posteriormente, as canas-nobre, foram introduzidas no início do século XIX. No Brasil, uma das principais cultivares era conhecida como caiana. Por sua vez, esses clones de maior teor de açúcar, em relação às canas crioula, tiveram a área de cultivo aumentada; e por volta da metade do século XIX, as canas-nobre constituíram a principal base para a indústria do açúcar no mundo, bem como no Brasil.

   
Powered by Netporto